quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Mas a pé

Ate onde vamos por amor?
Ate onde deixamos de seguir o nosso caminho para ir atrás do amor?
Ate onde iremos?
Ate onde?
Ate?
A pé

Sei o que mais faço é ir atrás dele. Sinceramente vejo meus passos e vejo os passos dele. Ele faz o caminho e eu vou seguindo o dele. O que ele nunca vai fazer é seguir o meu. Somos diferentes mas no amor não somos inteligentes.
Não, para falar que ele esta me vigiando, sei que não esta. Nessa parte sou bem acordada para realidade. Amigos, colegas, conhecidos, nada, nadinha. Em qual dessas fases me encaixo em você.
Queria encaixar no amor da sua vida. Mas vim atrasada, nasci na época errada e pago por isso.
O que mais queria era ter achado você antes, e nunca ter desviado o caminho. Desviei e foi para um lugar errado. Por não ter seguidos teus passos, cai na solidão.
Solidão que me machuca, que me afoga e me serve de lição. Tenho que te seguir. Meu inferno astral, meu carma eterno dessa escuridão. Talvez claridão.
O que me faz o dia todo esta com o pensamento no seu. Não sei o que pensa mas o que gostaria que pensasse esta comigo sempre.
Por ser sincera que direi não vou te esquecer.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo