sexta-feira, 26 de junho de 2015

O que temos para hoje é saudade

O que temos para hoje é saudade.. Saudade dos tempos que era só uma garotinha que minha unica preocupação era chegar em casa, sentar em frente a tv e ver desenho dia inteiro. Ficar conversando horas com meu avô, brincar de baralho com ele e com a Fran.
Também me lembro do Ti Vega, ah Ti Vega que saudade do senhor. Quando era sexta-feira podia saber ele estava vindo para nossa casa que era na cidade. Ele vinha ficava o fim de semana todo e depois voltava para roça.



Saudade das aulas no ginásio a tarde, saudade das guerrinhas de bolinha de papel, saudade do medinho que eu tava de entrar em uma escola nova, saudade de jogar queimada na escola e na rua da minha casa. Saudade da melhor turma que eu já tive. Estudar a noite foi a melhor escolha que eu poderia ter feito na vida. Saudade de matar a aula e ficar correndo da supervisora, saudade de matar aula no banheiro e fazer um malabarismo para ela não me encontrar. Saudade de matar aula para ir beber. Saudade da suspensão que eu e a minha sala inteira levamos. De ir ver filme na casa da Andresa, já que a outra menina deu bolo na gente. Saudade falar besteiras nos horários vagos, de jogar o jogo da verdade. De aprontar todas. Das lerdeiras e sonseiras da vida.
Saudade dos velhos amigos, das velhas piadas, das velhas cantadas, das velhas saideiras e ate dos velhos porres. Saudade de você do meu lado. Saudade de ficar indo atrás do que nem era meu e talvez nunca fosse.
Das vezes que sai da minha casa, já era noite mas isso não importava, o que importava era aonde você ia, e talvez eu ali de longe me sentia parte. Parte de algo que nem sei o que era na verdade, mas não importava. Saudade de quando eu ficava te esperando, saudades das velhas filmagens que eu fiz de você. Saudade do seu primeiro oi, saudade da nossa primeira conversa. Saudade do tempo que eu achava que tudo que você fazia era para me afetar de alguma maneira, cada passo que você dava era para mim. Que boba eu né.
Saudade do seu sorriso, saudade das suas piadas sem graça, saudade do tempo que você era tudo para mim. Saudade do tempo que a unica coisa que eu fazia era viver para você.
Saudade do meu primeiro dia no trabalho novo, saudade do medo e das descobertas que fiz ali. Saudade do sol e da chuva, saudade do cheiro de terra molhada, saudade de brincar na roça, de ir com a minha mãe nas plantações de mudas. Saudade ate de pegar girino no laguinho. Saudade de ir a cachoeira com meus primos e meus tios. Saudade de fazer piquenique em família. Saudade de subir sem direção com amigos roça a fora. Saudade de escorregar no café. Saudade de brincar na minha rua de queimada ate altas horas, de pique-esconde, saudade de ir na missa e subir correndo para ver jogo de maia, depois almoçar frango da minha mãe. Saudade das brigas bobas da infância. Saudade de coisas que nem vivi ainda, acho que a palavra que resumi tudo é saudade.





2 comentários:

  1. Que as saudades continuem existindo, mas que possamos acabar com muitas saudades na vida... ^^

    Beijão, Min - http://www.yasminbueno.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudade faz parte e faz bem. Que dizer que algo valeu a pena! ♥ Obrigada pela visita, volte sempre! :)

      Excluir

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo