terça-feira, 21 de abril de 2015

Mais uma comemoração anjinha

Ontem dia sorriu mais contente, o céu amanheceu azulzinho. Os passarinhos cantavam como nunca, todos estavam contentes com o dia. Ah sabe que dia foi ontem? Foi dia de vitória, foi dia de emoção, foi dia de comemoração. Ta Bia mas que dia foi ontem? 20/04 dia que minha mamis (Dora) faz 60 aninhos ! É ou não é uma vitória?! Para nós da nossa família é sim!
A mais ou menos 12 anos minha mãe sofreu um acidente de carro, onde nele a minha avó paterna morreu, e deixou a minha mãe em como por um mês. Depois de muita oração, e noites que meu pai e alguns familiares passaram em claro preocupados com ela. Muita coisa aconteceu nesse meio tempo todo.
Lembro como se fosse hoje eu em casa pronta para ir para aula particular e minha mãe saindo para uma cidade vizinha a nossa para levar minha avó ao medico. Depois desse dia as nossas vidas viraram de ponta a cabeça. Passei boa parte na casa de um tio meu, por quem sou eternamente grata por cuidar de mim.
E lembro também que nos finais de semana ia para casa de uma madrinha minha, por quem também sou eternamente grata. Eu com apenas 10 anos de idade, precisei me afastar da escola por boa parte, apesar de ninguém ter me contato o que de fato tinha acontecido com a minha mãe.
Esses dias navegando na internet achei um testemunho que meu pai escreveu a muito tempo para o Padre Marcelo Rossi e queria dividi-lo com vocês.

Se Entregando a Fé
Testemunho 

Padre Marcelo no dia 11 de setembro de 2003 minha esposa
sofreu um acidente de carro em um táxi. Nele estavam também
minha mãe, que faleceu poucas horas depois do acidente, e
minha irmã que se machucou bastante, mas felizmente não correu
risco de vida.
Minha esposa, naquele dia, ficou entre a vida e a morte. No
dia seguinte foi transferida do hospital Cataguases para o
Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.
Quatro dias depois, com muita agonia eu fui para Belo
Horizonte. Não conhecia a capital mineira. Onde moro fica a
300km de BH.
Fiquei na casa dos primos de minha esposa, Altamiro e
Conceição. Cheguei a casa deles a tarde, muito angustiado,
sofrimento no coração, minha esposa no hospital entre a vida e
a morte.
Minha mãe já havia falecido, minha esposa eu não queria
perder.
No dia seguinte, bem cedo, a Conceição ligou o rádio na Rádio
GLOBO e na hora do programa MOMENTO DE FÉ, e ela me perguntou
se ela queria ouvir. Disse que sim, nunca tinha ouvido antes,
nem sabia que existia, aliás, não gostava de rádio.
Mas neste dia eu ouvi pela primeira vez e continuei ouvindo
todos os dias que se seguiram.

Todos os dias eu ia ao hospital visitar minha esposa, sempre
comigo a Conceição dando-me muito apoio e rezando muito pela
recuperação de minha esposa.
Minha esposa, Maria das Dores, ficou muitos dias no CTI em
estado muito grave, sofreu fraturas na clavícula e em cinco
costelas, uma lesão no pulmão e teve que fazer uma cirurgia
delicada na cabeça.
Depois de vários dias teve uma pequena melhora, após um tempo
havia piorado. Quando chegamos ao hospital estava com os olhos
fechados, não conversava, estava sendo alimentada por sonda e
o lado esquerdo do corpo não mexia.
Voltamos para casa muito tristes.
No dia seguinte às 9 horas sentei-me perto do rádio e fiquei
ouvindo o senhor com tanta fé que eu me emociono ao escrever.
E Naquele dia, quando ela estava tão ruim, o senhor disse que
aquela semana era a semana dos arcanjos e explicou a função de
cada um. Explicou sobre a função do Arcanjo Rafael : a
medicina de Deus. Pediu que a gente fosse para o jardim
conversar com Jesus Cristo e eu fui. Sentei no colo de Jesus e
conversei, pedi a Ele com sentimento puro que mandasse o
Arcanjo Rafael, que eu havia conhecido através do senhor, ao
hospital para curar a minha esposa tão querida.
Naquele momento estava realmente sentado no colo de Jesus,
entregue, falava com Ele, com Deus Nosso Pai e também com
Nossa Senhora Aparecida, pedindo sua intercessão.
Padre, eles me atenderam. Naquela tarde a Conceição e eu fomos
ao hospital e não é que a Dora já estava com os olhos abertos,
enxergando e conversando normalmente como se nada tivesse
acontecido.
Lembro que o lado esquerdo continuava sem movimento. A
Conceição levou um pouco de óleo abençoado pelo senhor e
passou no braço e na perna de minha esposa.
No dia seguinte, fiquei impressionado, minha esposa estava
mexendo o braço e a perna.
Desse dia em diante Dora foi só melhorando. Passou por mais
duas cirurgias na cabeça, mas tudo correu bem.
Hoje minha esposa continua em recuperação, mas já está em casa
e graças a Deus sem sequelas.
Padre comprei um rádio e ouvimos o programa MOMENTO DE FÉ
todos os dias, juntinhos, abraçados.
Peço pela Dora, pela minha irmã Maria das Graças que ainda
está se recuperando e para o senhor Miguel Falconi, que é o
motorista do táxi, que se machucou bastante e que também está
se recuperando.

Digitado do programa de rádio Momento de Fé – Pe Marcelo Rossi

Parabéns mãe!! Sua linda, meu amor por você é imenso e sincero!
Te amo 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo