sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Diário de Elisa - Parte 2

O dia começou lindo, o sol brilhava como nunca, combinamos de ir na cachoeira eu e as meninas. Fui de moto com a Rafa e a Flavinha foi com a moto dela. O dia estava super perfeito. Chegamos na cachoeira, acabamos descobrindo um lugar onde tinha uma queda linda, enquanto eu cantava e tocava violão,  a Rafa foi meio que desbravar e descobrir o lugar. E a Flavinha e eu cantávamos algumas musicas lindas de reggae quando escutamos os gritos da Rafa. 
Eu e a Flávia ficamos meio apreensivas e fomos atrás da Rafa. Quando chegamos a Rafa estava correndo e o tal Damon estava correndo atrás dela. Gente vou contar um segredinho para vocês. A Rafa assim como eu era especial, ela se transformava em tigre. E digamos que a mata é um lugar onde os tigres costumam ficar. Eu no meu ver acho que ela queria estar livre por algum tempo. 
Quando olhei aquela cena já imaginei o boi na boca daquele ser. A Flávia foi logo entrando no meio, e dizendo que para machucar a Rafa teria que machucar ela primeiro. Então resolvi agir.
- Olha quem esta aqui hein, será que esta me perseguindo. Eu disse com a cara mais debochada do mundo! haha
- Você de novo garota, você não larga do meu pé não? - Disse ele super surpreso.
Nessa hora a rafa deitou ainda como tigresa e a Flávia olhou para mim super surpresa.
- Meninas vão embora, deixa que eu resolvo essa parada aqui com o Damon, é esse seu nome não é? - Não me aguentei confesso.
- Lisa você conhece ele de onde? - Disse a Flávia muito surpresa.
- Na verdade conheci ele ontem, mas temos que continuar aquela nossa conversa.
Nessa hora a Rafa se transformou nela mesma e a cara que o Damon fez foi impagável.
  A Flávia deu a mão para a Rafa e elas sumiram. Ele não acreditava no que via. 
- Fica tranquilo, aliás você achou mesmo que só você podia sumir?
- Por acaso vocês são mutantes? - Ele disse olhando dentro dos meus olhos.
- Mutante? Não sei se seria essa a palavra. - Eu disse para ele.
- Aqui seria uma cidade de mutantes, bem interessante eu confesso. Olhando dentro dos meus olhos.
- Você também é mutante? - Eu disse 
- Não, mas sou tão legal quanto, ou não. Depende muito do ponto de vista. Preciso ir agora. Foi um prazer conversar com você. Lisa.
- Para você é Elisa mesmo. Eu disse.
- Ok Elisa, um beijo Lisa. Ele sorriu e sumiu do mesmo jeito que ele tinha sumido da outra vez. Mas dessa vez ele deixou algo comigo, ou eu que deixei com ele. 
Saindo dali, voltei no poço para buscar meu violão, e a Rafa e a Flavinha estavam paradas me esperando.
- Quem é aquele cara? - Disse a Flavinha.
- Você percebeu que ele quase me matou? - Disse a Rafa.
- Gente relaxa, a e Rafa ele mandou pedir desculpas pelo ocorrido( na verdade ele nem tinha mandado, mas resolvi pedir mesmo assim.).
Depois daquilo tudo resolvemos voltar para casa, então resolvemos ir para casa da Rafa, beber um pouco né, porque todo dia é dia.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo