sábado, 4 de outubro de 2014

Paixão de escola: Parte 3

Cheguei em casa, subi ate meu quarto, e olhei pela janela a casa da frente, quando eu menos esperei e na janela aparece ele, não acreditei, eu olhava fixamente para ele, quando parece que ele percebeu e olhou direto pra mim. Fiquei super sem graça, desviei o olhar e logo depois olhei novamente e ele continuava olhando para mim. Ele sorriu e acenou, eu acenei para ele.
Meu telefone toca, era uma amiga. Ela me perguntou como estava na cidade nova, na escola nova, eu disse que estava tudo bem. Resolvi não dizer nada sobre o garoto, mas a vontade foi muita.
Desci para almoçar com meu pai, ele ficou me fazendo perguntas sobre o garoto, e eu tentando disfarça, foi bizarro. Mas enfim, o almoço acabou e eu subi, e não conseguia tirar os olhos da janela, e estava tudo calmo, eu olhei para janela o tempo todo e nada dele aparecer, ele devia estar com os amigos, ou ter saído com alguma garota, minha cabeça queria explodir, mas ai aquelas palavras doces não saiam da minha cabeça "Você vai na festa da Mari?" "Quer ir comigo" ..
O dia foi passando e eu acabei dormindo, e acordei só no outro dia, da para acreditar que eu peguei no sono lembrando dele, eu levantei e fui tomar banho, desci e fui tomar café, meu perguntou se o Eric ia vim e eu disse que não, era dia das provas dele, ele me disse que precisa ficar fora naquele fim de semana porque tinha uma missão da policia que ele precisava ir. Eu disse a ele que podia ir, eu ia ficar bem. E ele foi. 
Na verdade eu não sabia ao certo se eu ia ficar bem, mas eu queria muito ir naquela festa, e seria ótimo meu pai estar fora. A campainha toca e vou abrir a porta, eu não acreditei quando vi e era o Leandro, ele olhou e sorriu, perguntou se podia entrar, e eu estática na porta, ate que disse para ele entrar, convidei ele para tomar café, e ele aceitou. 
"É ai vai na festa comigo mesmo?" eu olhando para os olhos dele respondi "Claro, você ainda quer que eu vá?" ele disse "Mas é claro" e a gente não falou mais nada, ate o telefone dele tocar, e ele precisar ir embora. Não entendi ao certo o que ele queria com aquela visita, mas fiquei muito feliz de ter ele lá.
É estranho estarmos tão perto e ao mesmo tempo tão longe. E o mais estranho eu ter o conhecido agora e parecer já o conhecer as séculos, e só tem uma coisa que eu tenho certeza, e é que eu o amo.


    

2 comentários:

  1. louca pela parte 4! Tô amando Bia!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom Madu, fico muito feliz! A parte 4 sai em breve :)

      Excluir

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo